Após se recuperar de um AVC, idosa de 89 anos lança livro

Maria Paulino fala sobre o processo de reabilitação no Ceir

0
9

Os três anos frequentando corredores, salas e grupos do Centro Integrado de Reabilitação (Ceir) fizeram das irmãs Paulino duas grande personagens que passaram pelo Centro. No entanto, elas fizeram o movimento contrário e decidiram homenagear o hospital e escreveram o livro “Passagem pelo Centro Integrado de Reabilitação de Teresina”, relatando os pacientes que ali se tornaram tão especial quanto elas. Aos 89 anos, as gêmeas univitelinas lançam o livro nesta terça-feira (8), às 10h, na sede do Ceir, em uma manhã de autógrafos.

A parceria com o Centro aconteceu depois de inúmeras tentativas de recuperação da paciente Maria Paulino, após o Acidente Vascular Cerebral (AVC). Anos depois, escutando as recomendações de pessoas próximas, a família se encontrou no Centro. A partir de então, não só uma, como as duas irmãs passaram a frequentar o Ceir, sempre vestidas da mesma forma. Enquanto Maria recebia o tratamento necessário para se recuperar do AVC, Ana Paulino a ajudava todos os dias e passou, após a insistência da primeira, a frequentar um grupo psicológico para tratar o alzheimer.

Irmãs gêmeas tornaram-se personagens do Ceir  (Crédito: José Alves Filho )
Maria Paulino lança o livro nesta terça (08) (Crédito: José Alves Filho )

Segundo a sobrinha das irmãs, Socorro Galvão, Maria Paulino mudou a forma de ver o mundo e a sua condição, após estar em contato com outros pacientes que passavam por reabilitação. “Ela melhorou muito enquanto pessoa e a sua visão de mundo. Ela achava que o seu caso era pior, mas ela passou a descobrir que ela era a melhor ali. Muitos foram os casos de pessoas que estavam em uma situação pior e ela percebeu isso”, relatou.

Entre as percepções do dia-a-dia, Maria Paulino resolveu escrever um livro sobre o aprendizado que adquiriu no Centro. Seus anos como professora de Artes, Religião, além do trabalho como terapeuta ocupacional ajudaram na decisão de escrever, além da paixão pela escrita. “Eu comecei a escrever o livro e quando estava na metade, tive uns problemas de saúde, mas aí meus sobrinhos me ajudaram a continuar a escrever”, contou Maria, que já escreveu livros como Vida Realizada, Partilha e Acervo: Cultural Social e Religioso.

Ana Paulino, a irmã gêmea, era formada em teologia e freira. Deixou os anos como Irmã, assim que Maria sofreu o AVC. Desde então, as duas estreitaram mais ainda a sua ligação, na medida em que Ana acompanhava a irmã. “Quando minha irmã adoeceu, ela teve um derrame, eu resolvi deixar o convento e ajudar ela”, explicou Ana, que também tem um livro publicado A Terra e o homem a história de Pedro II.

Além da reabilitação físico-motora, Maria também frequentava o circulo de conversas de psicologia. Após perceber as mudanças que os diálogos estavam fazendo em sua vida, a professora aposentada convenceu Ana Paulo a também participar, já que esta tinha alzheimer. “No início ela era muito resistente, dizia que eram conversas que não influenciavam em nada, mas depois ela percebeu o contrário e levou a irmã com ela em todas as conversas, já que elas andam sempre juntas”, concluiu a sobrinha.

Maria Paulina já recebeu alta, depois de três anos de tratamento. Seu livro lançado hoje está sendo distribuído aos pacientes e funcionários do Ceir e aos amigos próximos das duas irmãs. O objetivo, segundo elas, foi prestar uma homenagem ao Centro, que passou a fazer parte dos seus cotidianos.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.